Essa é a série Cartas dos(as) guardiões(ãs) da Terra: experiência de escritas de cartas originárias de diferentes pessoas, grupos e categorias e as respostas de algumas crianças de aldeias com escritas dos territórios para o mundo. Neste episódio 01 ouvimos a professora Nádia, direto de Vila Velha-ES, lendo a sua carta para as crianças indígenas. Essas interlocuções inspiram-se na agenda de compromissos proposta pela Associação dos Povos Indígenas do Brasil (APIB). O projeto quer ouvir pessoas do mundo refletindo a máxima do Ailton Krenak na seguinte questão: como podemos adiar o fim do mundo? Neste diálogo de interculturalidade refletida em pleno tempo pandêmico em que o mundo vibra por soluções que combatam ao novo corona vírus, o que desejamos refletir: Quais são as espiritualidades do(a)s indígenas para o mundo, a partir de suas sabedorias da terra e do céu, como seus guardiões(as)? Numa parceria com a TV UNEB Seabra, teremos diálogos por vídeo-cartas de diferentes sujeitos, diferentes lugares que serão postadas aqui semanalmente. Não percam os conteúdo postado aqui, na TV UNEB Seabra. Siga nosso canal, compartilhe o conteúdo e ative as notificações, para não perder nadinha.

Diosvaldo Filho

Graduado em Comunicação Social-Jornalismo em Multimeios pela Universidade do Estado da Bahia-UNEB, Campus XXIII (2018). Possui aperfeiçoamento em Atendimento Escolar Especializado em Educação Especial e Inclusive e Pós-graduação em Docência do Ensino Superior, pela Faculdade de Educação São Luis. Pesquisador na área de Educomunicação, Novas Mídias e Tecnologias.

Ver todos os posts

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *